Home » Documentação » Energia » 1ª Edição Angola Electricity 2010

Informação do Curso

1ª Edição Angola Electricity 2010

Luanda, 16 e 17 de Junho de 2010

Energia


O iiR tem um compromisso permanente com o desenvolvimento empresarial em Angola na forma como oferece formação eficaz aos seus quadros empresariais, contando para tal com a presença de formadores estrangeiros.

Para garantir a qualidade dos nossos cursos e por razões administrativas, agradecemos que as inscrições sejam efectuadas até às duas semanas anteriores à data de celebração do curso.

Programa

8.30 Recepção dos assistentes

9.00

Abertura da Conferência Angola Electricity pelo Presidente de Jornada

Jorge Grijalva Grijalva - Director Geral - ISOLUX CORSÁN ANGOLA

9.10

Intervenção de Honra pela

Srª Ministra da Energia e Águas

Quais as estratégias a definir, para promover e coordenar o aproveitamento e a utilização racional dos recursos hídricos e energéticos, assegurando o desenvolvimento sustentável dos mesmos?

Engª. Emanuela Bernardett Afonso Vieira Lopes - Ministra da Energia Ministério da Energia e Águas - GOVERNO DA REPÚBLICA DE ANGOLA

9.30

Desenvolvimento e orientação estratégica da política energética Angolana

  • Quais os investimentos?
  • Quais são os projectos?
  • Para quando?
  • Capacidade actual da produção de electricidade
  • Quais são os desafios relativamente à qualidade e garantia do abastecimento e desenvolvimento sustentável?

Engenheiro Serafim da Silveira - Director Nacional - MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS

10.15

Desenvolvimentos Regulamentares e o seu impacto no mercado

  • Como é que a regulação do Sector Eléctrico influência as actividades de produção, transporte, distribuição e comercialização de energia eléctrica no Sistema Eléctrico Público (SEP)?
  • Qual a regulação do relacionamento comercial entre este sistema e os agentes que não lhe estejam vinculados?
  • Quais os exercício de funções ligadas à composição de interesses dos diferentes intervenientes nas actividades do sector eléctrico?

Engº. Luis Mourão - Administrador - IRSE - INSTITUTO REGULADOR DO SECTOR ELÉCTRICO

11.00 Pausa para Café

11.30

 “Contratos Chave na Mao para infra-estruturas elétricas: O modelo Brasileiro aplicável na Ango”

Marcel Cabral - T&D Manager -  ISOLUX CORSÁN

12.15 Tempo para questões

12.30 Almoço

14.00

Orientação regulatória, estratégica e infraestrutural em ÁFRICA

  • SAPP foi criado com o objectivo primário de fornecer a provisão de eletricidade fiável e económica aos consumidores de cada um dos membros SAPP, compatíveis com a utilização razoável de recursos naturais e o efeito no ambiente
  • Quais os projectos no sector da energia, nos Países SADC?
  • Quais as prioridades e desenvolvimentos realizados?

Dr. Lawrence Musaba - Coordination Centre Manager - SAPP - SOUTHERN AFRICAN POWER POOL - INTERVENÇÃO EM INGLÊS

  • RERA é uma Associação a nível mundial que assegura uma organização reguladora consistente e harmonizada no sector de energia dentro da região SADC
    - Qual a regulamentação aplicada aos países SADC?
    - Qual a influência sobre a própria regulamentação de cada país?

Mr. Elijah C. Sichone - Executive Secretary - RERA - REGIONAL ELECTRICITY REGULATORS ASSOCIATION OF SOUTHERN AFRICA - INTERVENÇÃO EM INGLÊS

15.30 Pausa para café

16.00

Projectos de Desenvolvimento, Apoios e Investimento

  • Programa de Recuperação Multissectorial de Emergência
    - EMRP 1: melhoramento das infra-estruturas, nos serviços de electricidade
    - EMRP2: restaurar o abastecimento de electricidade às capitais provinciais

WORLD BANK

16.45

O Investimento Privado em Angola no Sector da Energia

  • Como é feita a promoção das condições propícias e de apoio a realização do investimento privado?
  • Qual o processo de recepção, apreciação, decisão e tramitação administrativa integral das propostas de investimento?
  • Como é que o acompanhamento da implementação dos projectos de investimento aprovados e / ou em curso de realização, influência o desenvolvimento da economia?

Dr. Luis Domingos José - Director de Operações de Investimento - ANIP - AGÊNCIA NACIONAL DE INVESTIMENTO PRIVADO

17.30 Encerramento do Primeiro dia de Angola Electricity

 


 

8.45 Recepção dos assistentes

9.00

Sessão de Abertura pelo Presidente de Jornada

A melhoria da capacidade competitiva das empresas angolanas, quer no plano interno, quer num contexto de internacionalização

Engº. Joaquim Moreira Lima - Coordenador da Comissão para Electricidade - CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE ANGOLA

9.30

Planificação, coordenação e supervisão da Produção, Transporte e Distribuição de Electricidade

  • Como é realizada a aplicação dos padrões internacionais de qualidade e fiabilidade de acordo com os princípios básicos de sustentabilidade técnico-económica, financeira, social e ecológica?
  • Como a ENE consegue uma satisfação dos interesses dos clientes e accionistas?

Engº. Fernando Gonga - Presidente - ENE - EMPRESA NACIONAL DE ELECTRICIDADE

10.15

Soluções energeticamente eficientes para a modernização da rede eléctrica angolana

Dr. Luis Valente - Country President - SCHNEIDER ELECTRIC PORTUGAL

11.00 Pausa para café

11.30

Qual o contributo de capital estrangeiro nas Infra-Estruturas para a Electricidade?

  • Garantia do Abastecimento
  • Qualidade Energética
  • Reabilitação das infra-estruturas
  • Rede Eléctrica: urbana e rural
  • Eficiência Energética

Vaz Marcelino - EDP INTERNACIONAL

12.15 Tempo para questões

12.30 Almoço

15.00

Projecto de instalação dos Parques Solares Fotovoltaicos em Cabo Verde

  • As duas maiores centrais fotovoltaicas do continente africano
  • A central de Santiago, na Cidade da Praia, terá uma potência instalada de 5 MW, enquanto que a central do Sal terá 2,5 MW

Antão Manuel Fortes - PCA & CEO - ELECTRA - EMPRESA NACIONAL DE ELECTRICIDADE DE CABO VERDE

Engº. Gustavo Fernandes - Administrador - MARTIFER SOLAR

16.30

"Lei sobre biocombustíveis aprovada pelo Parlamento

A lei surge na sequência da aprovação, pelo Governo, da Estratégia para o Desenvolvimento de Biocombustíveis, que aponta para a necessidade de se diversificar a produção de bens agrícolas. Esta diversificação tem em conta não apenas fins alimentares, mas a produção de biocombustíveis e geração de electricidade." 25 Março de 2010

Aprovação da Lei e Projectos de Biocombustiveis em Angola

Engº. Domingos Nazaré - Dtor. Nacional de Agricultura, Pecuária e Floresta - MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS DIRECÇÃO NACIONAL DE AGRICULTUR, PECUÁRIA E FLORESTAS

 17.15 Encerramento da Conferência Angola Electricity

Oradores

  

WORLD BANK


Dr. Antão Manuel Fortes

PCA & CEO

ELECTRA - EMPRESA NACIONAL DE ELECTRICIDADE CABO VERDE


Engº. Domingos  Nazaré

Dtor. Nacional de Agricultura, Pecuária e Floresta

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS DIRECÇÃO NACIONAL DE AGRICULTUR, PECUÁRIA E FLORESTAS


Engº. Gustavo Fernandes

Administrador

MARTIFER SOLAR


Hugo Serafini

ISOLUX CORSÁN


João Borges

Secretário geral da Energia

GOVERNO DA REPÚBLICA DE ANGOLA. MINISTÉRIO DA ENERGIA


Engº. Joaquim Moreira Lima

Coord. da Comuissão para Electricidade

CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE ANGOLA


Engº. Luis Valente

Country President

SCHNEIDER ELECTRIC PORTUGAL


Dr. Luis Domingos José

Dtor. de Operações de Investimento

ANIP – AGÊNCIA NACIONAL DE INVESTIMENTO PRIVADO


Maria Augusta Rodrigues

Consultora Jurídica

IRSE - INSTITUTO REGULADOR DO SECTOR ELÉCTRICO


Musara Beta

Chief Market Analyst

SAPP - SOUTHERN AFRICAN POWER POOL


Engº. Serafim da Silveira

Dtor, Nacional

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUA


Serafim da Silveira

MINISTÉRIO DA ENERGIA


Engº. Serafim da Silveira

Dtor, Nacional

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUA


Dr. Vaz Marcelino

EDP INTERNACIONAL


Porque deve assistir

Um ENCONTRO IMPRESCINDÍVEL para o sector energético, no momento chave das negociações do Mercado de Electricidade!!
DEVE ASSISTIR a este Encontro para:

  • Actualizar a informação sobre o mercado eléctrico: DESENVOLVIMENTOS E PROJECTOS
  • Conhecer a REGULAMENTAÇÃO DO MERCADO EM ANGOLA E PAÍSES AFRICANOS
  • Conhecer as PRINCIPAIS FUNÇÕES DA IRSE E ENE
  • Analisar os principais OPERADORES E INSTALADORES DO SECTOR ELÉCTRICO EM ANGOLA
  • Conhecer os PRINCIPAIS PROJECTOS E ORIENTAÇÕES DE INVESTIMENTOS já a decorrer
  • Conhecer a ACTUAÇÃO DAS EMPRESAS no Sector Eléctrico
  • Saber como está a ser desenvolvido o SECTOR DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA

Patrocinadores

 

Isolux Corsán

Isolux Corsán é o primeiro grupo espanhol não cotizado em Serviços de Engenharia, Construção, Concessões, Serviços Industriais e Energias Renováveis. Conta com um quadro de 7.900 empregados. No 2008 a sua facturação ultrapassou os 3.200 milhões de euros com uma carteira de negócio na ordem do 15.500 mil milhões de euros para o 2009. A actividade internacional tem um peso cada vez maior nos resultados económicos do Grupo. Com uma presença estável em 34 países, é de destacar a importância da actividade da empresa em Angola, Argélia, Argentina, Brasil, Estados Unidos, México, Qatar e Golfo Pérsico. Isolux Corsan é líder no mercado de concessiones de transporte de energia de alta tenção, com 9.285 quilómetros de linha, tem mais de 1.400 quilómetros de utopistas em Brasil, Índia, México e Espanha e conta com mais de 20.000 lugares de estacionamento em concessão. Desde 1990 o grupo encontrase em Angola, onde consolidou a sua posição como um dos principais empreiteiros "chave na mão" no sector da Energia Eléctrica, onde executa importantes contratos em Transmissão e Distribuição Eléctrica (Linhas e Subestações) e em Centrais de Produção Eléctrica. A Isolux Corsán, na sua presença em Angola, procurará maximizar a integração de recursos locais, através de parcerias e subcontratações, contribuindo desta forma para a formação profissional de técnicos angolanos e para a transferência de tecnologia. Isolux Corsan trabalha para consolidar a sua posição no país com vista à consecução de novos projectos em Petróleo e Gás, Meio Ambiente, Aguas e Construção de Infra-estruturas.

 

PLATINUM SPONSOR

 

Schneider Electric

Especialista mundial em gestão de energia, presente em mais de 100 países, a Schneider Electric oferece soluções integradas para vários segmentos de mercado. O grupo beneficia de uma posição de líder em energia e infra-estruturas, processos industriais, automatismos, centros de dados e redes, bem como, de uma forte presença em aplicações do residencial. Mobilizados para tornar a energia segura, fiável e eficaz, os seus 114.000 colaboradores comprometem-se junto dos indivíduos e das organizações com o objectivo de os ajudar a fazer o máximo com a sua energia.

 

GOLD SPONSOR

Colaboradores

Media Partner:

Local e Preços

Hotel Trópico

Luanda


Preço 1999$

Partilhar

Catálogo 2014