Home » Congressos » Banca » 1ª Edição AML 2011: Branqueamento de Capitais

Informação do Curso

1ª Edição AML 2011: Branqueamento de Capitais

Estratégias de Combate ao Branqueamento de Capitais

Luanda, 10 de Maio de 2011

Banca


Programa

COMO ENFRENTAR OS PONTOS CRÍTICOS DA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA POLÍTICA AML

9.00 Recepção dos assistentes aberta todo o dia

9.25 Abertura da Conferência pelo Presidente de Jornada

Dr. António Artur Ferreira - Head of Compliance - GRUPO BANCO FINANTIA - Portugal

9.30

Globalização das normas de prevenção do branqueamento de capitais
           
A Experiência Prática do GRUPO BANCO FINANTIA - Portugal

  • O FATF / GAFI
  • As recomendações do FATF / GAFI – Standard normativo
  • Meios de implementação nos diferentes países
  • Casos de Portugal e Espanha

Dr. António Artur Ferreira - Head of Compliance - GRUPO BANCO FINANTIA – Portugal

10.30  Perguntas e Respostas

10.45  Pausa para café

11.15

A Fraude – “Conexão com o crime de Branqueamento de Capitais "

  • A "fraude" como crime precedente.
     - Mecanismos de Prevenção e detecção
  • Análise das Tipologias
  • Quais as Iniciativas nacionais e internacionais de combate
  • Quais as áreas de maior risco
  • Cooperação judiciária e policial internacional
  • Metodologias de investigação. A multidisciplinaridade
  • Fraude vs. Branqueamento: apresentação de um case-study

Exmo. Sr. Dr. José Alexandre M. Canelas - Director Nacional - DIRECÇÃO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO E INSPECÇÃO DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS DO COMANDO GERAL DA POLÍCIA NACIONAL

Dr. Dionísio Melo S. de Jesus - Chefe da Área de Intercâmbio e Cooperação Subinspector - DIRECÇÃO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO E INSPECÇÃO DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS DO COMANDO GERAL DA POLÍCIA NACIONAL

12.15  Perguntas e Respostas

A NOVA LEI DO COMBATE AO BRANQUEAMENTO DE CAPITAIS E DO FINANCIAMENTO AO TERRORISMO

12.30

Regime jurídico da prevenção e repressão do branqueamento de capitais

  • Evolução histórica e antecedentes legais
  • A nova Lei do Combate ao Branqueamento de Capitais e do Financiamento do Terrorismo (Lei n.º 12/10, de 9 de Julho)
  • Os deveres de prevenção das entidades sujeitas
    - destinatários
    - conteúdo
  • Os deveres específicos das entidades financeiras e das entidades não financeiras
  • Supervisão e fiscalização
  • Regime sancionatório

Dra. Chindalena Lourenço - Advogada - FÁTIMA FREITAS ADVOGADOS

13.30 – 15.00  Almoço

TÉCNICAS E SISTEMAS DE AML MAIS EFICAZES UTILIZADAS PELA BANCA A OPERAR EM ANGOLA

15.00

Como desenhar mecanismos internos de controlo para a prevenção do Branqueamento de Capitais

A Experiência Prática do BCA - BANCO COMERCIAL ANGOLANO

  • Mecanismos de control “KYC” e “Transactions Monitoring” 
  • A importância da Medição do Risco e a implantação de controlos de acordo com o referido risco 
  • Como desenvolver procedimentos e mecanismos internos de controlo nas entidades financeiras: que medidas preventivas podem-se introduzir para evitar possíveis operações de branqueamento
    - Redacção dos procedimentos
    - Pôr em acção órgãos internos de prevenção de branqueamento
    - Responsabilidade partilhada
    - Diferentes mecanismos de controlo
  • Ferramentas informáticas: gestão da informação e definição dos modelos de análise

Dra. Maria Uini Baptista Miguel - Directora de Gestão de Risco e Compliance  - BCA - BANCO COMERCIAL ANGOLANO

16.00 Perguntas e Respostas

16.30  Pausa para café

17.00 Encerramento da Conferência Branqueamento de Capitais 2011

Oradores

Dr. António Artur Ferreira

Head of Compliance

GRUPO BANCO FINANTIA


Dra. Chindalena Lourenço

Advogada

FÁTIMA FREITAS & ASSOCIADOS


Sr. Dr.  Dionísio Melo S. de Jesus

Chefe da Área de Intercâmbio e Cooperação Subinspector

DIRECÇÃO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO E INSPECÇÃO DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS DO COMANDO GERAL DA POLÍCIA NACIONAL


Exmo. Sr. Dr. José Alexandre M. Canelas

Dtor. Nacional

DIRECÇÃO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO E INSPECÇÃO DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS DO COMANDO GERAL DA POLÍCIA NACIONAL


Dra. Maria Uini Baptista Miguel

Dtora. de Gestão de Risco e Compliance

BCA - BANCO COMERCIAL ANGOLANO


Porque deve assistir

  • Como enfrentar os pontos críticos da implementação de uma política AML
  • Recomendações dos Organismos Nacionais para adequar as políticas de Branqueamento de Capitais à Nova Lei
  • Mecanismos de prevenção e detecção
  • Saiba quais as principais inovações legislativas e implicações para as diferentes entidades destinatárias
  • Como desenhar mecanismos internos e controlo para a prevenção do Branqueamento de Capitais
  • Como suavizar os riscos de Branqueamento de Capitais e Financiamento do Terrorismo na sua instituição
  • Quais as recomendações do FATF / GAFI – Standard Normativo

Quem deve assistir

SE EXERCE A SUA ACTIVIDADE PROFISSIONAL EM:

  • Bancos
  • Companhias de Seguros
  • Sociedades Gestoras de Fundos de Investimento
  • Agências de Câmbios
  • Instituições de Transferência ou Envio de Fundos
  • Empresas de Investimento
  • Consultoras Fiscais
  • Escritórios de Advogados


OU A SUA FUNÇÃO É:

  • Responsável de Unidade ou Departamento de Prevenção de Branqueamento
  • Responsável de Auditoria Interna
  • Auditor Externo
  • Director de Operações
  • Compliance Officer
  • Responsável de Intervenção e Controlo
  • Responsável de Cumprimento Normativo
  • Advogado

Colaboradores

Media Partner:

Local e Preços

Preço 1699Akz

Partilhar